Subimos a serra até Petrópolis para conhecer o atelier de onde saem as incríveis criações do Gustavo Bittencourt. O resultado do nosso bate-papo você confere nas linhas e fotos abaixo.

Você sempre soube que seria um designer? Fale um pouco sobre a sua trajetória.
Convivi muito com arquitetura desde criança, pois minha mãe é arquiteta. Construção, interiores, móveis de design, Le Corbusier, Bertoia, Saarinen, Sergio Rodrigues, Janete Costa, Ricardo Fasanello… são temas e nomes que sempre estiveram presentes na minha vida, entre outros. Sempre gostei muito de desenhar e de criar. Minha mãe sempre incentivou bastante, comprando livros, me levando a museus… Deu no que deu, rsrs… Acabei realmente me apaixonando pela profissão.

Entrei em 2004 para a Universidade Federal do Rio de Janeiro para estudar Desenho Industrial, já muito decidido sobre o que iria fazer, pois, desde muito cedo, como disse, já conhecia a profissão, já havia lido livros e pesquisado bastante. Com o passar dos anos, durante a faculdade, fui conhecendo pessoas da área, pedindo estágios e me inscrevendo em concursos de design. Acabei trabalhando em diversos lugares que são referências para mim e que me ajudaram muito a crescer e amadurecer como profissional, como na oficina Ethos com o Rodrigo Calixto, por um curto período em São Paulo no escritório do Marcelo Rosenbaum, por um bom tempo com o Zanini de Zanine, entre outros escritórios de arquitetura, design. Estudei na Itália, no Politecnico di Torino. Ganhei três prêmios, Movelsul 2008, Mercosul 2009, Movelsul 2010 e fui finalista de diversos outros. Depois de rodar bastante, inclusive trabalhar em uma galeria em Los Angeles, estou há três anos com o meu Atelier na região serrana do Rio, Petrópolis, onde temos a proposta de desenvolver, produzir e comercializar nossos móveis.

Gustavo Bittencourt - Boobam 12

Gustavo Bittencourt - Boobam 11

Como é a sua rotina e o seu processo criativo?
Existem várias formas de desenvolvimento de um produto, não me prendo a uma metodologia única. Desde a criação ao produto final, às vezes, as etapas se invertem. Posso ter um briefing específico ou posso ter uma liberdade de criação, às vezes uma forma, ou o processo, vão incitar na funcionalidade e no que o produto vai se tornar. Ou seja, em certos momentos eu crio uma forma, emprego um material, desenvolvo a ergonomia, adequando ao conceito, ao móvel e as vezes é exatamente o contrário, pois pode ser a forma, ou as possibilidades do material, ou de um processo de produção, que vão dizer e guiar o que aquele produto vai se tornar.

Na verdade tento aproveitar a inspiração de onde vier, tento não me limitar. Busco muitas referências na arquitetura, nas artes plásticas, na evolução, nos processos industriais, artesanais, nas histórias, em culturas, na natureza… Acredito que todos nós temos um olhar, um ponto de vista sobre o que olhamos, somos todos diferentes. Meus móveis são exatamente a minha interpretação sobre as formas, as misturas, como consigo me expressar, como transformo minhas referências e meus pontos de vista no que acredito.

Gustavo Bittencourt - Boobam 20

Gustavo Bittencourt - Boobam 3

Com que materiais você gosta de trabalhar?
De fato tenho uma queda pela madeira, por tudo que ela representa na nossa cultura do mobiliário, por termos inúmeras possibilidades, técnicas, pelo seu calor, pelo toque, pela grande diversidade de tons, toques, odores, por ser um material renovável. Também gosto bastante de utilizar outros materiais e principalmente misturá-los com a madeira, pois cada material têm características diversas e sabendo aproveitá-las temos resultados incríveis.

cadeira iaiá - gusatvo bittencourt - boobam

cadeira iaiá - gusatvo bittencourt - boobam2

Um aspecto importante do seu trabalho?
Gosto bastante de desenvolver meus móveis com um diferencial, gosto de criar uma relação com as pessoas, desenvolver uma interação, pois penso em móveis atemporais, que durem para uma vida inteira. Portanto estes móveis acabam se tornando não apenas móveis, mas bens imateriais, insubstituíveis, que acabam fazendo parte das famílias e de suas histórias. Acredito que quando colocamos a mão, como artesãos, passamos nossos sentimentos para o móvel, o que traz alma e o torna único.

1_original

2_original

Fale um pouco sobre como foi a sua mudança para Petrópolis e a oficina aonde você trabalha.
Está sendo muito produtiva, pois hoje consigo dar um foco e direcionamento muito maiores ao trabalho e minha família.

A melhor e pior parte de ser um designer?
Sempre acreditei que a melhor parte de ser um designer é ver sua ideia, seu projeto, se tornar real, útil as pessoas. Esse foi inclusive um dos motivos porque optei pelo design de móveis, pois depende apenas de você para fazer acontecer. A pior parte é que a nossa profissão ainda não têm o reconhecimento sobre a sua real responsabilidade e principalmente sobre a sua importância no mercado.

Uma dica que você gostaria de ter dado para o Gustavo Bittencourt bem no inicio da carreira?
Não mudaria em nada minha trajetória. Acredito que tudo tem um amadurecimento e todos devemos passar por estas etapas para nos tornarmos pessoas e consequentemente profissionais melhores. Daria uma dica não ao Gustavo Bittencourt especificamente, mas a todos que querem seguir uma carreira; acredite no seu potencial, no seu trabalho e nos seus ideais, lute por eles e tenha perseverança, ela é fundamental.

Gustavo Bittencourt - Boobam 13

Gustavo Bittencourt - Boobam 19

Quais são os seus 3 trabalhos favoritos? (Sei que essa é difícil)
Fale um pouco sobre a historia e o processo criativo desses trabalhos.
Particularmente gosto de todos, todos têm uma história, têm um porque, então fica um pouco difícil destacar um ou outro.

Gustavo Bittencourt - Boobam 17

Projetos futuros para o Atelier Gustavo Bittencourt?
Tenho alguns projetos em desenvolvimento. Acho fundamental estar sempre incentivando a criatividade, estimulando, busco sempre estar desenhando, criando, buscando novas soluções, lendo livros, tentando me aperfeiçoar cada vez mais e mais.

Gustavo Bittencourt - Boobam 28

Para conhecer mais produtos do Gustavo, visite a loja Atelier Gustavo Bittencourt na Boobam:

Gustavo Bittencourt bancos - Boobam

Gustavo Bittencourt cadeiras - Boobam

 

Posted by:Boobam

Deixe uma resposta