A casa, na capital paulista, onde vive a arquiteta Vanessa Martins, do Sala2, passou por uma extensa reforma para ganhar ambientes amplos e integrar interior e exterior. A natureza e a luz natural são muito bem-vindas por ali, e invadem todos os cantinhos.

Sala2_Eduardo-Magalhães2
Com a reforma conduzida por Vanessa Martins, do Sala2, a casa ganhou ambientes amplos e integrados, com muito design contemporâneo
Sala2_Eduardo-Magalhães32
As plantas são protagonistas e ocupam o jardim e a varanda da suíte do casal

Uma casinha de esquina dos anos 1950, nunca antes reformada, encantou Vanessa logo à primeira vista. Localizada no bairro Planalto Paulista, em São Paulo, bem pertinho de seu escritório, o Sala2, a casa pareceu ideal para abrigar os sonhos e as necessidades dela e do marido. “Por ser de esquina permitia uma boa conexão do quintal com os ambientes internos. Como sempre moramos em residência, estamos acostumados a ter contato com o verde. Achamos isso fundamental para se viver bem”, diz ela.

Sala2_Eduardo-Magalhães28
A arquiteta Vanessa Martins na sala de sua casa em São Paulo

Assim que compraram o imóvel em 2010, Vanessa mergulhou de cabeça na reforma. “O layout era completamente diferente do que é hoje. A escada ficava no meio da sala, o que atrapalhava bastante o fluxo e compartimentava os ambientes. No segundo andar tinha apenas uma suíte e um dormitório sem banheiro”, lembra ela. 

 

Sala2_Eduardo-Magalhães6
Vaso Argola, de Bianca Barbato, sobre a mesa de jantar, assinada por Arhur Casas. A cozinha e a área social estão totalmente conectadas
Sala2_Eduardo-Magalhães5
Vasos Cangaço, do Estúdio Iludi, em um cantinho da sala de estar. Ali, madeira e materiais naturais predominam nos revestimentos e acabamentos
Sala2_Eduardo-Magalhães30
A escada foi desenhada por Vanessa e acomodada na parede lateral da sala de estar para garantir a integração da área social com o jardim e a cozinha

Após dois anos em obra, o sobrado ganhou a configuração atual. No primeiro pavimento está a sala de estar integrada a de jantar e à cozinha – tudo aberto para o jardim por meio de portas de correr, cujos caixilhos são embutidos na parede criando um vão livre para o exterior. No andar superior foram acomodadas duas suítes, sendo uma delas com varanda para abrigar as tão desejadas plantinhas. “Além da modificação no layout, com a reforma consegui trazer bastante luz e ventilação naturais para o interior”, aponta.

A casa é pequena, mas tem a metragem ideal para o jovem casal, que gosta de receber amigos, mas nem tanto de cozinhar. “Nós não temos muitas aptidões na cozinha. Então, precisávamos ter esse ambiente bem integrado para não deixar quem estivesse na função da comida de castigo, isolado de todo mundo”, conta, rindo.

Sala2_Eduardo-Magalhães7

Sala2_Eduardo-Magalhães9
Luminária Peso, da Tomada
Sala2_Eduardo-Magalhães11---1
Tábuas de madeira, da Casa da Árvore

Nos interiores optei por usar bastante material natural para trazer mais aconchego. O revestimento da bancada da cozinha é de madeira de demolição e o piso e degraus da escada também tiraram proveito da beleza e conforto da madeira. Os espaços ganharam móveis de designers contemporâneos, como Alessandra Delgado, Bianca Barbato, Alva Design e Flavia Del Pra, entre outros, e também peças assinadas pelo arquiteto Arthur Casas, com quem Vanessa trabalhou por dez anos, antes de fundar seu próprio escritório. “A mesa de jantar é desenho dele. Ele me autorizou a usar, assim como outros móveis que estão aqui”, diz.

Sala2_Eduardo-Magalhães3
Carro bar Jorge, de Alessandra Delgado
Sala2_Eduardo-Magalhães15
Vasos AOI, da Alva Design

Inaugurado em 2014, o Sala2 começou na casa de Vanessa, sendo apenas ela e um computador. Hoje, já conta com oito pessoas e um endereço físico próprio, onde trabalham principalmente com residencial e interiores para clientes finais, mas fazem também empreendimentos imobiliários. “Gosto muito do contato direto com os moradores, pois adoro encontrar soluções para os problemas que eles nos trazem. No caso de empreendimentos, temos mais liberdade para criar, mas trabalhamos com um público genérico”, explica ela.

Sala2_Eduardo-Magalhães1
A suíte do casal tem uma varanda com muitas plantas, uma paixão dos moradores
Sala2_Eduardo-Magalhães18
Almofadas coleção De Tempos em Tempos, de Codex Home

Sala2_Eduardo-Magalhães34

Apesar de acostumada a lidar com os clientes das casas e apartamentos que projeta, ela brinca que ter o marido como cliente no projeto de sua própria residência não foi tarefa simples. “Quis estabelecer essa relação para que ele pudesse participar da reforma tanto quanto eu. Não queria que a casa tivesse apenas a minha cara. Eu tinha as ideias e aprovava com ele, enquanto ele também me trazia aquilo que considerava importante. A varanda no quarto, por exemplo, foi uma demanda dele”, conta Vanessa.

Assim, a arquiteta conduziu o projeto de reforma a quatro mãos com o marido e conseguiu criar um cantinho ideal para os dois. E a verdade é que a casa nunca vai estar pronta, sempre vai ter algo novo chegando e peças antigas ocupando lugares diferentes. “Os ambientes seguem o ritmo da vida que se desenrola dentro deles”, finaliza ela.

 

Matéria exclusiva para o Blog Boobam
Fotos: Eduardo Magalhães
Produção: Manoela Moura
Jornalista convidada: Flora Monteiro

Flora Monteiro
Publicado por:Flora Monteiro

Deixe uma resposta