Coleção de móveis inédita, fruto da parceria entre o estúdio T44 e a artista Luiza Caldari, vai estar na feira paulistana de design e arte, e com venda simultânea na Boobam, que contribui para o reconhecimento e a valorização do trabalho deles no mercado desde 2016.

IMG_9778a

Entre os dias 27 de junho e 1º de julho, o Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera, em São Paulo, vai receber mais de 70 designers com trabalhos inéditos, além de uma programação consistente de exposições com artistas e arquitetos internacionais. A MADE – evento anual que se consagrou como um importante encontro para a discussão, promoção e valorização do design – relembra nesta sua 6ª edição uma exposição que o curador e arquiteto Philip Johnson fez em 1934 no MoMA, em Nova York. Na ocasião, objetos utilitários industrializados “feitos à máquina”, como panelas, copos, vidros de laboratórios e instrumentos científicos, foram colocados em pedestais e transformados em esculturas, revelando o verdadeiro fascínio estético das peças.

IMG_0045
Luiza trabalhando nas tecelagens da nova coleção, inspirada na atmosfera do acampamento
Screen-Shot-2018-05-24-at-5.35.24-PM
Processo de montagem da estrutura de aço tubular, usada nas cadeiras e na namoradeira

Com o intuito de convidar o público a refletir sobre a relação entre os objetos e a indústria, o elenco de designers do evento tem uma faceta em comum: eles criam produtos autorais, em pequena escala, mas também funcionais, capazes de atender ao propósito da grande linha de produção. O resultado são trabalhos com forte apelo estético que podem ser alçados à categoria de obras de arte.

IMG_0642a
Luiza ao lado da tapeçaria desenvolvida por ela com técnica que incorpora o uso de máquina
1-IMG_0746
Namoradeira Acampa

Entre o time da MADE deste ano está o estúdio de design T44, dos irmãos Dennys e Patrick Tormen, que faz a segunda participação no evento em colaboração com a artista Luiza Caldari. “Na edição de 2016, fizemos a primeira coleção juntos. E, no ano passado, fomos separados, cada um com seu trabalho individual”, diz Dennys, que gosta de lembrar que a parceria entre eles surgiu naturalmente. “Somos namorados, então, mesmo quando não fazemos colaborações, participamos das criações um do outro”, completa.

IMG_0510w.jpg
A artista produzindo com máquina pneumática, que permite trabalhos de maior dimensão

O T44 e a Luiza Caldari apresentam a coleção Acampa em primeira mão aqui no blog da Boobam – a plataforma vai fazer a venda simultânea das peças com o intuito de impulsionar ainda mais o trabalho deles. “Muitas pessoas encaram a MADE como uma exposição, e visitam para ver as peças de perto e conversar com os designers. Estar na Boobam é fundamental pois permite a comercialização fora do evento, além de nos dar projeção no mercado e nos colocar lado a lado com nomes importantes do design contemporâneo nacional.”, conta Dennys.

IMG_0409
A tecelagem do encosto é aplicada após a finalização da estrutura e dá um caráter conceitual à peça

Inspirada na atmosfera do acampamento, a linha deve ser composta por seis cadeiras, uma namoradeira, uma tapeçaria de parede e uma luminária de chão. “Nós gostamos de acampar. Estar na natureza nos coloca em contato com nós mesmos e nos desconecta da realidade diária. Tal sensação também é vivenciada durante o trabalho artesanal; essa é a sinergia entre a inspiração e o fazer desta coleção”, explica o designer.

IMG_0344
Cada uma das seis cadeiras da coleção terá um desenho único no encosto

Estruturadas de aço tubular, as peças têm um design funcional – propósito marcante na produção do T44 – e uma estética conceitual, trazida pela tapeçaria colorida e volumosa feita por Luiza. O processo produtivo da artista consiste no desenvolvimento de um croqui inicial, que depois é desenhado na tela a ser bordada. A tapeçaria finalizada é aplicada nos móveis.

A temática “Machine Art” desta edição da MADE não poderia estar em melhor sintonia com a coleção a ser apresentada por eles, na qual o fazer manual é complementado com a utilização de maquinários em determinadas etapas. “No T44 estamos preocupados com a função, durabilidade e atemporalidade do objeto, que pode vir a atender ao propósito da grande escala, por isso englobamos, quando necessário, técnicas automatizadas”, explica Dennys. Já Luiza explora, pela primeira vez, o uso de uma máquina pneumática em sua produção, tornando possível a criação de trabalhos em maiores dimensões.

Screen-Shot-2018-05-24-at-5.35.49-PM
O T44 engloba técnicas automatizadas em etapas da execução, predominantemente manual
Screen-Shot-2018-05-24-at-6.11.32-PM
Luiza usa a máquina para bordar em cima de desenho feito por ela na tela

Assim, eles chegam a peças funcionais e ao mesmo tempo conceituais, que, ao contraporem processos manuais e industrias, atendem à demanda da linha de produção, sem se renderem à estética comercial. “Essa parceria entre nós, do T44, e a Luiza é um exemplo da importância da criação colaborativa como caminho para unir diferentes visões e habilidades, e materializar algo completamente novo”, finaliza o designer.

5-IMG_0754
Luiza Caldari utiliza uma técnica de tecelagem chamado “tufting”.

7-IMG_0809

Visite a sessão especial MADE 2018 com venda simultânea na BOOBAM


Jornalista convidada: Flora Monteiro
Matéria exclusiva para o Blog Boobam

Flora Monteiro
Posted by:Flora Monteiro

Deixe uma resposta