Aproveitamos a inauguração da loja Jahara Studio na BOOBAM para entrevistar o designer e conhecer melhor o seu processo de criação.

Brunno Jahara é um cidadão do mundo com forte influência em suas raízes brasileiras. De volta ao Brasil após 10 anos entre Itália, Holanda e Japão e agora à frente do Jahara Studio onde desenvolve parcerias com indústrias brasileiras e internacionais focando em coleções com um forte apelo de sustentabilidade e novos conceitos para produtos. Em seu portfolio/passaporte destacam-se a Coleção Conterrâneos presente em Milão na semana do design 2015 e a menção honrosa no German Design Awards 2016 com o Prato da coleção Transatlântica para Vista Alegre.

DSC_1935
Você sempre soube que seria um designer?  Fale um pouco sobre a sua trajetória.
Meu interesse por design, começou antes mesmo de decidir pelo curso de desenho industrial de Brasíilia (UnB). Mas terminei o curso em Veneza (IUAV) e de lá fui selecionado para o Design Department da Fabrica, centro de pesquisa em comunicação da Benetton. E desde então a minha carreira aconteceu naturalmente. Fui descobrindo, pesquisando técnicas e o uso de materiais. Hoje é essa a minha maior motivação nesta profissão.

DSC_1950 (1)

Como é a sua rotina e o seu processo criativo?
Não sou uma pessoa de rotinas, de horários para isso ou aquilo. Vivo o dia a dia. É claro que com um escritório próprio tenho responsabilidades e fico atento aos prazos dos projetos. Para quebrar a rotina, eu viajo para me inspirar. São nesses momentos que vêm as ideias para os novos projetos. Também gosto muito dos projetos em colaboração com as indústrias e parceiros para realizar novos produtos e criar novos processos de criação. Essa interação com quem vai produzir as peças acaba sendo uma dinâmica muito interessante.

Screen Shot 2016-07-14 at 6.39.45 PM

Um aspecto importante do seu trabalho?Sempre priorizo parcerias com indústrias focando em coleções com um forte apelo de sustentabilidade e novos conceitos para produtos.

Com que materiais você gosta de trabalhar?Prefiro materiais duráveis, com valores mais universais, que podem ser encontrados em diversas culturas. Tenho trabalhado muito com metais, cerâmica, vidro, plásticos, enfim, não uso muito madeira apesar de apreciar quem sabe trabalhar bem este material.

Quais artistas e designers você admira?
São muitos! Hoje temos excelentes designers em todo o mundo e isso é ótimo. Aqui do Brasil me inspiram os que já se foram e realizaram obras incríveis, como: Niemeyer, Burle Marx, Athos Bulcão e Sérgio Rodrigues.

A melhor e pior parte de ser um designer?
Acho que a liberdade de poder criar sua própria linguagem é a melhor parte de ser um designer. E muita liberdade às vezes também pode ser ruim.

DSC_2076 (1)

Os maiores desafios de comercializar os seus trabalhos no Brasil?
Preço, temos custos muito altos em comparação com outros países. Não existe ainda um sistema de design forte o suficiente para abastecer o mercado de forma competitiva. Mas acredito que isto está mudando e que existe uma necessidade cada vez maior de uma interação entre indústria, designers, mídia, e consumidores.

DSC_1944
Em 2012 você foi convidado para criar uma linha de porcelanas para a tradicional fábrica portuguesa Vista Alegre. Fale um pouco sobre essa experiência e a repercussão que teve sobre o seu trabalho no exterior.
Foi um projeto muito feliz e bem sucedido. Até hoje é uma das coleções mais vendidas desta marca, com quase 200 anos de tradição.  Nesse projeto tento interpretar as relações de tradição e o viver contemporâneo na porcelana portuguesa. Conto um pouco sobre à relação Brasil – Portugal de forma leve e bem humorada.

DSC_2063

DSC_1961
Quais são os seus 3 trabalhos favoritos?
Claro que gosto de tudo o que já fiz mas destacaria as coleções Batucada (2010), Multiplástica Doméstica (2012) e Conterrâneos (2014). Têm características que até hoje gosto bastante e são representativas do meu trabalho de objetos com pesquisas de materiais relevantes para cada momento em que foram criadas. Todas continuam em produção.

DSC_1989


DSC_1965

Sites favoritos?

link_wallpaper link_sightunseen

link_disegno link_dezen

Projetos futuros?
Muitos, a maioria ainda sob sigilo mas este ano devemos lançar mobiliário, peças em vidro e algumas colaborações com artistas e designers amigos, o que está sendo bem divertido de fazer. Aguardem!

DSC_2010 (1)

Quer conhecer a loja do Jahara Studio na Boobam?

Screen Shot 2016-07-18 at 13.57.43

Screen Shot 2016-07-14 at 6.40.01 PM

Screen Shot 2016-07-14 at 6.40.17 PM

Posted by:Boobam

Deixe uma resposta