Visitamos a mostra mais importante das Américas para trazer sugestões bacanas que deixem sua casa cheia de conforto e estilo. A 31ª edição do evento, com sede no Jockey Club paulistano, termina em 23 de julho.

1. Tons e grafismos
A paleta de cores e os tecidos agradáveis ao tato reforçam o conforto do Estúdio do Nômade, assinado pelo Todos Arquitetura, de Fabio Mota, Lais Delbiano e Maurício Arruda. O sofá-cama de Guilherme Wentz entona o cinza do revestimento com o laranja das almofadas e da obra de Genaro de Carvalho, pioneiro da tapeçaria moderna no Brasil. A madeira do banco e da luminária também aquece e cria contraste com as mesas Piscina da dupla de Brasília do Estúdio Rain. No piso, o tapete xadrez reforça a bossa do ambiente.

Conj. de mesas Piscina | RAIN Studio

2. Ordenar é preciso
Mancebo, cabideiro ou ganchos. Próximo da porta de entrada, esses acessórios, tão necessários, apoiam bolsas, chapéus e outros itens do vestuário. Na Cabana Branca do Studio GPPA, de Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo, o cantinho encanta pela charmosa composição.

3. Verde que te quero verde
Jardim em casa, quem não quer? Esse sonho se torna ainda mais possível quando se recorre aos vasos, fáceis de dispor até em apartamentos pequenos. No projeto paisagístico de Bia Arruda para a Casa de Vidro, os modelos cilíndricos comportam de árvores frutíferas, como laranjeira e mexeriqueira, a mini-horta, com manjericão, pimenta, orégano, sálvia e hortelã. Para conferir unidade visual ao conjunto, a paisagista manteve o mesmo acabamento nos vasos de diversos tamanhos.

4. Arranjo dinâmico
Na composição do arquiteto baiano Marlon Gama para o Estúdio Bossa, os objetos sobre o tampo da mesa se multiplicam e se estendem até o piso de maneira despretensiosa, porém elegante. Caixas – sugerindo uma coleção –, livros de moda, arte e décor, e um belo bonsai dividem atenção com peças de design, como a caixa acústica da dupla potiguar do Mula Preta.

5. Suave simetria
No ambiente conceito do goiano Leo Romano, batizado Casa Brasil, os itens se espelham em harmonia. A mesa de jantar de vidro é composta por duas peças idênticas assinadas pela designer Jacqueline Terpins e acomoda até 16 pessoas. As cadeiras – Lucio Costa (1956) do mestre carioca Sergio Rodrigues – e os pendentes brancos se equilibram nesse jogo de repetições. Sobre o tampo, dez semicírculos transparentes concentram as moedas colecionadas pelo arquiteto ao longo da vida num trabalho realizado pela artista Iêda Jardim. A temática se alinha à proposta do espaço: uma reflexão ao momento conturbado em que vive o país, onde o dinheiro domina a cena política.

6. Misturar sem regras
Faz tempo que o décor se livrou de amarras e, para quem gosta de ousadia, variar cadeiras à mesa é pura diversão. Nessa proposta do Todos Arquitetura, a mesa de jantar ganha a companhia não só de modelos distintos, mas também do banco do carioca Gustavo Bittencourt, que homenageia o design moderno brasileiro. Já o pendente Nuno, com madeira queimada na técnica japonesa shou sugi ban, leva a assinatura do Noemi Saga Atelier.

Nuno Lamp 2 | Noemi Saga Atelier

7. Contrastes bem dosados
Na Cozinha Urbana de Patrícia Pasquini, as banquetas de madeira de linhas orgânicas quebram a frieza dos revestimentos: Smartstone na bancada e porcelanato no piso. O modelo, com desenho dos cariocas da Lattoog, nasceu da fusão da cadeira Panton (1968), do dinamarquês Verner Panton, com a poltrona Willow (1902-04), do escocês Rennie Mackintosh.

8. Ponto de atração
Cestos são sempre bem-vindos e ganham diferentes usos dependendo da área da casa. Este de lã, da gaúcha Inês Schertel, pode armazenar livros e revistas ou receber descarte de papel. Charme não se dispensa nem debaixo da mesa como provam Fábio Bouillet e Rodrigo Jorge, autores do _Flat, concebido para um jovem solteiro ou um casal descolado.

9. Valorizar centímetros
Em áreas pequenas, como o Estúdio+55 de apenas 38 m², soluções bem planejadas fazem render espaço. Na proposta da Triart Arquitetura, o sofá atende ao estar e à mesa de jantar. Desenhado pelos arquitetos, o estofado tem a companhia das cadeiras Iaiá de Gustavo Bittencourt. Ao fundo, vê-se a compacta cozinha integrada.


10. Luz escultural
Com base circular de mármore e haste de latão, a luminária Bubble, de Tiago Curioni, não só ilumina o canto da sala de estar como também cumpre a função de escultura. Repare que ela fica apoiada sobre livros para ganhar ainda mais destaque. Paola Ribeiro responde pelo projeto da Casa Cosmopolita.


Por Regina Galvão
Fotos Luiza Florenzano


Visite a loja dos designers e arquitetos presentes na “Casa Cor SP, 2017” na Boobam

 

Posted by:Boobam

Deixe uma resposta